1982: Os 7 filmes do Ano de Ouro do Cinema de Ficção Científica

Imagine um tempo em que os grandes estúdios de cinema não se preocupavam em acertar datas de lançamento dos filmes de forma que o filme de um estúdio não se chocasse com a produção de outro.

CONAN, O BÁRBARO (1982), foi o primeiro sucesso de Arnold Schwarzenegger no Cinema. Ele e Sylvester Stallone se tornaram os grandes nomes do Cinema de Ação a partir de então.

Ou então, um ano em que um filme ficasse em cartaz por meses porque não teve a pressão de bater recorde de bilheteria no fim de semana de sua estréia para garantir maior tempo de exibição.

Devendo seu sucesso ao nome de Steven Spielberg como produtor, POLTERGEIST (1982) ganhou fama de filme maldito e deu início a várias continuações.

Um ano que reunisse vários filmes que marcariam toda uma geração e viriam a exercer influencia até os dias de hoje.

Após estrear 3 filmes como Rocky Balboa, Sylvester Stallone se tornou um ex-soldado em RAMBO (1982), iniciando, junto com Arnold Schwarzenegger, a era dos brutamontes no Cinema.

Assim foi o ano de 1982.

Ainda que esse ano tenha fornecido o cenário para grandes filmes de gêneros diversos, tais como a Fantasia, Horror e Ação, nenhum outro gênero se destacou tanto neste ano quanto a Ficção Científica (FC), assunto do post desta semana.

Dentre os 7 filmes de Ficção Científica de 1982 que causaram impacto quando de seu lançamento pela produção ou roteiro, ou que continuam a exercer influencia 35 anos depois, destacam-se, em ordem de lançamento:

1. Fuga de Nova York

Título original: Escape from New York  

Lançamento nos EUA: 10 de Julho de 1981 

Dados: É o único filme aqui da lista que na verdade foi lançado em 1981.

Ele está aqui por ter marcado toda uma geração no ano seguinte, principalmente no Brasil, quando foi lançado em maio de 1982 (sim, leitores mais novos, os filmes demoravam muito pra chegarem no Brasil).

Enredo: No ano de 1997 Nova York é uma cidade prisão para todos os criminosos de uma decadente América à beira de uma guerra nuclear. Após o presidente do país cair no local, o mercenário Snake Plissken é enviado para salvá-lo  em uma corrida contra o tempo.

Marcou época porque: Produção B do diretor John Carpenter com seu ator predileto – Kurt Russel – Fuga de Nova York serviu de referência para Hideo Kojima criar o personagem Solid Snake da série Metal Gear.

O diretor J. J. Abrams (Star Wars VII – O despertar da Força) é outro fã do filme de John Carpenter e usou a imagem da cabeça quebrada da Estatua da Liberdade no filme Cloverfield (2008). 

2. Mad Max 2

Direção de George Miller

Título original: Mad Max: The Road Warrior 

Lançamento nos EUA: 28 de Abril

Dados: Continuação de Mad Max (1979), Mad Max 2 ou Mad Max: O guerreiro da estrada traz novamente o policial australiano Max Rockatansky, agora conhecido apenas como “O Guerreiro da Estrada”, vivido pelo ator Mel Gibson. Direção de George Miller.

Enredo: Após perder a esposa e o filho no primeiro filme, Max se vê aqui envolvido em meio a uma disputa por gasolina entre uma comunidade no meio do deserto e uma gangue de motoristas sádicos.  

Marcou época porque: Introduziu a estética dos filmes pós-apocalipticos ambientados em desertos e com a presença de gangues degeneradas, algo que se tornaria um recorrente elementos em filmes do tipo nas décadas seguintes. 

3. Star Trek II: A Ira de Khan

Direção de Nicholas Meyer

Título original: Star Trek II: The Wrath of Khan 

Lançamento nos EUA: 04 de Junho

Dados: Como a primeira produção lançada em 1979 rendeu abaixo do esperado, este segundo filme da franquia televisiva Star Trek foi realizado com orçamento menor, mas acabou por render mais que o anterior e foi elogiado por público e crítica.

Enredo: Durante sua missão de exploração do espaço o Capitão James T. Kirk encontra um antigo inimigo cuja sede por vingança ameaça toda a tripulação da Enterprise e a Federação. 

Marcou época porque: Estabeleceu dialogo com a história da franquia ao trazer um vilão da série na TV e também por ter dado início a uma tradição de Star Trek no Cinema em que os filmes pares são excelentes enquanto que os ímpares são ruins ou irregulares. Tradição que se mantém até hoje.

4. E.T. O Extraterrestre 

Título original: E.T. The Extraterrestrial 

Lançamento nos EUA: 25 de Junho

Dados: Uma das maiores bilheterias de todos os tempos (em valores atuais é a quarta maior bilheteria mundial), o filme consagrou o diretor Steven Spielberg como o maior nome do Cinema nos anos 80. 

Enredo: Um simpático ser extraterrestre é esquecido em nosso planeta e conta com a ajuda de um menino para voltar ao seu planeta e evitar ser capturado por agentes do governo norte-americano.

Marcou época porque: O interessante aqui é justamente o fato que E.T. não exerceu impacto nas produções posteriores a ele, sendo essencialmente um filme de seu tempo. 

Isso decorre talvez do apelo maior que seres extraterrestres maléficos e ameaçadores causam junto ao grande público, algo que destoa do clima de fantasia dessa produção de Spielberg. 

5. Blade Runner: O caçador de androides 

Direção de Ridley Scott

Título original: Blade Runner 

Lançamento nos EUA: 25 de Junho

Dados: Adaptação do diretor Ridley Scott do livro Os androides sonham com ovelhas elétricas? (1968), de Philip K. Dick. O filme recebeu críticas mornas da crítica e do público quando de seu lançamento, mas se tornou cult com o tempo.

Enredo: Um caçador de androides é encarregado de eliminar androides (chamados no filme de Replicantes) que estão apresentando um comportamento fora do programado. Enquanto tentar separar o humano do artificial ele se envolve com uma dessas criaturas e tem sua própria identidade questionada.

Marcou época porque: Trouxe para as telas do Cinema toda a estética cyberpunk que marcariam os anos 80 no Cinema e na Literatura de FC. Ao lado de 2001: Uma Odisséia no Espaço (1968), Blade Runner é considerado pela crítica como um dos filmes mais icônicos da Ficção Científica. 

 6. O Enigma do Outro Mundo

Direção de John Carpenter

Título original: The Thing 

Lançamento nos EUA: 25 de Junho

Dados: Refilmagem do clássico de 1951, chamado no Brasil de O monstro do Ártico

Tanto o filme de 1951, como este de 1982 e mesmo sua refilmagem em 2011, são baseados no conto “Who Goes There?” (1938), do editor e escritor de Ficção Científica John W. Campbell, O Enigma do Outro Mundo renova a parceira entre John Carpenter na direção e Kurt Russell como protagonista após Fuga de Nova York. 

Enredo: Intrigados tanto pela morte de uma equipe norueguesa de pesquisadores quanto pela destruição de sua base um grupo norte-americano na Antártida eventualmente descobre que uma criatura extraterrestre capaz de assumir a forma humana está entre eles e fará de tudo para sobreviver. 

Marcou época porque: Exemplifica como o cinema de FC dos anos 80 foi a última década em que os efeitos especiais eram obtidos por meio de maquiagem, marionetes e animatônicos, algo que mudaria a partir dos anos 90 com a computação gráfica.

7. Tron 

Título original: Tron

Lançamento nos EUA: 09 de Julho

Dados: Ao lado de Jornada nas Estrelas II: A Ira de Khan, foi um dos primeiros filmes a utilizar efeitos especiais de computação gráfica em uma época em que poucas pessoas tinham computadores em casa. 

Enredo: Jovem engenheiro de Software cai em uma armadilha corporativa e é digitalizado para dentro de um mundo virtual onde precisa lutar por sua vida ao lado de outros programas sencientes. 

Marcou época porque: Antecipa a percepção de que os computadores iriam mudar a sociedade contemporânea em todos os seus níveis. Além de mostrar o potencial da computação gráfica para o Cinema.

O interessante é que o filme não se saiu bem de bilheteria justamente porque muitas pessoas da época não entenderam a linguagem técnica cheia de palavras como “hackers”, “sistema de dados” e “softwares”.

Já assistiu a todos esses filmes?

Qual é o que você mais gostou? 

Gostou de alguma continuação ou refilmagem deles? 

Deixe seu comentário e assine o blog. 

Obrigado pela leitura e até a semana que vem.

Fontes utilizadas 

CLUTE, John. The Encyclopedia of Science Fiction. London: Dorling Kindersley, 1995.

CLUTE, John; NICHOLLS, Peter; SLEIGHT, Graham (Eds). The Encyclopedia of Science Fiction. Disponível em http://www.sf-encyclopedia.com/. Acesso em 06 de maio de 2017.

Seguir Alexander Meireles da Silva:

Professor Associado da UFG-Regional Catalão

Nerd, Doutor em Literatura Comparada, Mestre em Literaturas de Língua Inglesa e Especialista em Educação a Distância. Professor Associado de Língua Inglesa e Literaturas na Universidade Federal de Goiás – Regional Catalão e Pesquisador do Fantástico (Fantasia, Gótico e Ficção Científica) na Literatura e no Cinema.

Comentários estão fechados.